Image
6 de Novembro de 2016

18:00
Contra o esquecimento, a memória
Image

com

Gareth Evans
Rivoli - Grande Auditório MO

Numa época em que há “Notícias de Última Hora” ao longo das 24 horas do dia, é cada vez mais raro que um documentário tenha um impacto significativo, principalmente quando esse impacto tem tanto de estético e ético como de político. Assim sendo, o cineasta americano Joshua Oppenheimer é indiscutivelmente, e até agora, o mais notável e importante novo documentarista a emergir neste século. O Ato de Matar (The Act of Killing) e O Peso do Silêncio (The Look of Silence), as suas espantosas, chocantes e aprofundadas reportagens onde revela a história oculta do Genocídio indonésio em meados dos anos 1960, recebeu dezenas de prémios internacionais. Realizado ao longo de vários anos, estes documentários chegam até aos níveis mais profundos dos perpetradores e dos sobreviventes/familiares, utilizando a encenação, a entrevista de fundo e a observação profundamente empática, criando peças de um raro poder emocional, intelectual e mesmo metafísico. Em conversa com Gareth Evans, Curador Cinematográfico da Whitechapel Gallery de Londres, o realizador explica por que razão e de que maneira os filmes romperam internacionalmente com décadas de silêncio em torno de crimes que continuam totalmente impunes, assim como indiciam os governos ocidentais não só de apoiarem as atrocidades em si mesmas, como de se recusarem em seguida a submeter os responsáveis à justiça.

Tradução simultânea.