Image
Conferência
4 de Novembro de 2015

21:30
Felicidade, luz e os segredos do universo
Image

com

Orfeu Bertolami

e

Carlos Fiolhais
Rivoli - Grande Auditório MO

Foi com a luz que os astrónomos descobriram que a Terra, o Sol e a Via Láctea não eram o centro do Universo mas uma galáxia entre biliões de outras galáxias, de estrelas e de planetas.

Muito provavelmente não estaremos sozinhos, apesar de as civilizações inteligentes serem difíceis de encontrar.

Em 2018, quando for lançado o telescópio James Webb, os astrónomos usá-lo-ão para estudar o primeiro contacto entre estrelas e galáxias, a expansão de outras galáxias como a nossa, a formação de estrelas e planetas como o Sol e a Terra, e até o modo como os sistemas planetários se desenvolvem com o tempo e se tornam capazes de suportar vida.

Nesta conferência – que assinala os cem anos da criação da Teoria da Relatividade Geral e o Ano Internacional da Luz – John C. Mather (acompanhado pelo professor no Departamento de Física e Astronomia da Faculdade de Ciências da UP, Orfeu Bertolami, e por Carlos Fiolhais, professor catedrático no Departamento de Física da UC), irá explicar o que podemos esperar ver a partir das lentes do telescópio. Mas, antecipando os passos que se darão após o lançamento em 2018, os poderosos telescópios que já estão a ser desenhados permitir-nos-ão perceber que planetas estão vivos, através da procura de oxigénio produzido por plantas e algas.

Talvez sejamos capazes de descobrir o que nos falta para poder criar vida num outro sistema. E, num futuro muito distante, podermos até conceber inteligência artificial que seja capaz de viajar, ou ajudar-nos a viajar, até sistemas solares distantes e, assim, povoar por inteiro a galáxia.

OBS: Tradução simultânea