Image
Conferência
8 de Novembro de 2015

14:30
Parecemos tão felizes, não é? As práticas participativas contemporâneas, a felicidade social e os seus limites
Image

com

José Bragança de Miranda
Rivoli - Auditório IAC

Muitos especialistas têm salientado que se a participação cidadã nas sociedades ocidentais tem aumentado, então também os níveis de felicidade social, ou seja, a vida em comum, deverão ter sofrido o mesmo impacto.

Numa conferência sobre a nossa necessidade, ou desejo, de participação e a crença de que essa participação, sendo individual, tem efeitos benéficos no colectivo, Nico Carpentier – cujo trabalho de pesquisa se tem concentrado nas relações entre os media, o jornalismo, a cultura e a política, e em particular em domínios sociais como a guerra e conflitos, a ideologia, a participação e a democracia – abordará as dinâmicas de poder que permitem activar, ou esmorecer, a intensidade da nossa participação.

A partir de exemplos extraídos dos campos da comunicação e do estudo dos media, falar-se-á da articulação entre participação, poder e felicidade social, num encontro moderado por José Bragança de Miranda, sociólogo, investigador e professor na Universidade Nova de Lisboa, que se tem dedicado ao estudo dos media, das convergências disciplinares e ao cruzamento entre política, sociedade e cultura.