Image
Conferência
6 de Novembro de 2015

16:30
Se a felicidade é a resposta, qual a questão? Os arquivos como lugar de consciência
Image

com

Roberto Cremascoli

e

Inês Moreira
Rivoli - Auditório IAC

Mirko Zardini é aquilo a que se costuma chamar um “game changer”. A expressão é da revista especializada em arquitetura Metropolis para descrever o curador italiano, responsável pelo Canadian Centre for Architecture em Montréal que soube transformar o modo como a arquitetura deve ser pensada, apresentada, discutida e, inevitavelmente, vivida. “Todas as nossas exposições resultam de um esforço para investigar as zonas cinzentas da nossa sociedade, procurando fazer com que os arquitetos sejam mais conscientes da complexidade dos problemas dos quais fazem parte, ao invés de, de cada vez, quererem ser a solução ao simplificarem aquilo que são problemas sociais e políticos complexos. “Se a arquitetura nunca produziu alguma solução concreta para resolver um problema de foro medico, poderia contribuir para produzir um ambiente menos poluído. Mas talvez essa seja uma tarefa ainda maior do que cuidar das pessoas”.

Zardini acredita que os museus podem introduzir aquilo a que chama de práticas do futuro, contrariando, por isso, a ideia de que o tempo num museu é não-evolutivo.

Ao longo dos anos o curador principal daquele que é o centro de referência para a arquitetura mundial tem procurado explicar que o arquivo é uma consequência do modo como vemos o mundo que nos rodeia. E, por isso, do mesmo modo que um edifício pode mudar a nossa relação com o espaço público, também o modo como uma obra é tratada pode transformar a nossa percepção sobre o real impacto que pode produzir nas nossas vidas.

O encontro será conduzido pelos arquitetos e curadores Roberto Cremascoli e Inês Moreira.