Image
3 de novembro de 2016

19:00
O desafio de paz e guerra no século XXI
Image

com

Tiago Bartolomeu Costa
Rivoli - Auditório IAC

Desde que o mundo se tornou aldeia global ligada a tudo e acessível a todos que a problemática da comunicação mudou, radicalmente. Agora, com as exceções conhecidas, o problema é o que realmente se passa quando toda gente vê e quando toda a gente sabe.

Interrogação de Dominique Wolton (1947, Camarões), fundador e diretor do Centro Nacional de Pesquisa Científica, em Paris, assim como da revista Hermes, que, nesta conversa com o crítico e programador Tiago Bartolomeu Costa, desafia a audiência: será que o fim da distância física revela a extensão da distância cultural? E como é que um mundo onde tudo é visível, mas onde cada indivíduo continua cioso da sua identidade cultural, pessoal e comunitária, pode corresponder ao desafio deste início de século evitando a guerra e reconhecendo realmente a diversidade, isto é, a aceitação dos direitos e dos deveres de uns e dos outros e organizar a sua coabitação cultural? O que é, segundo Wolton, um repto ainda mais difícil de resolver que o problema ecológico da Terra. Pois se a ecologia é aceitar a diversidade da natureza e dos animais, a comunicação é organizar a negociação e a coabitação a partir da diversidade cultural e das variadas identidades coletivas, entretanto tornadas visíveis pela mundialização das técnicas de transmissão e difusão, que demandam um esforço real para o respeito e para a tolerância – um objetivo a alcançar como condição da globalização.

Tradução simultânea.