Image
Conferência
9 de novembro de 2017

21:30
Ondas gravitacionais: as novas mensageiras do Cosmos
Image

com

Orfeu Bertolami
Rivoli - Grande Auditório MO

Em 1915, Albert Einstein alterou completamente a perceção que temos do espaço-tempo, ao formular a Teoria da Relatividade Geral, que admite soluções matemáticas que descrevem objetos tão bizarros como buracos negros, assim como a própria história e evolução do Universo. Em 1916, demonstrou que a teoria previa a existência de perturbações que se propagavam como ondas na própria estrutura do espaço-tempo: depois conhecidas como ondas gravitacionais. Um século depois, a LIGO Scientific Collaboration – projeto galardoado este ano com o Nobel da Física – confirmou experimentalmente a sua existência. Esta descoberta ser-nos-á descrita por David Shoemaker, porta-voz da LIGO e nome maior da física dos nossos dias, que também nos contará que Einstein estava enganado nalguns aspetos... embora fundamentalmente certo.

David Shoemaker falará sobre as recentes descobertas científicas das ondas gravitacionais e demonstrará que Einstein tinha razão ao afirmar a sua existência, mas que se enganara ao pensar que não poderiam ser observadas. Em conversa com Orfeu Bertolami, catedrático do Departamento de Física e Astronomia da Universidade do Porto, David Shoemaker mostrará como a evolução tecnológica permitiu ao projeto Advanced LIGO detetar em 2015 – pela primeira vez na história – as ondas gravitacionais geradas pela colisão de dois buracos negros. Novas observações foram entretanto efetuadas, e da sua análise podemos vislumbrar a excitante perspetiva de observar o Universo por meio das ondas gravitacionais, estas extraordinárias mensageiras do Cosmos. Da mesma forma que a visão científica de Einstein condicionou irreversivelmente a nossa imagem do mundo, estas descobertas mudarão para sempre a forma como observamos o Universo.


Tradução simultânea